Título:

A memória social do jornalismo impresso na biblioteca da Fundação Memorial Padre Cícero por meio de dispositivos móveis

Autor (a):

Joelton Barboza Da Silva (Lattes)

Resumo:

A partir da preocupação em manter viva a memória, bem como a história e a cultura regional, surgiu a ideia de apresentar possibilidades de armazenar, de forma digital e acessível à população, todos os exemplares do jornal O Rebate, primeiro meio de comunicação escrita da cidade, que se encontra digitalizado na Biblioteca da Fundação Memorial Padre Cícero (FMPC) para consulta local. A instituição está localizada em Juazeiro do Norte, Ceará. A proposta é contribuir com a rotina dos servidores da biblioteca, e ainda do público externo, oportunizando o indivíduo ter acesso, de onde ele estiver, ao material. A problemática surge a partir da seguinte indagação: Como preservar e viabilizar o acesso ao acervo digital do Jornal O Rebate, disponível na Biblioteca da FMPC? Justifica-se tendo em vista que vários documentos, livros e arquivos em geral, se perdem constantemente em bibliotecas, seja por causas naturais ou não, como por exemplo os incêndios ocorridos nos últimos anos em instituições como o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, e a Catedral de Notre Dame, em Paris. Logo, esse estudo, a nível de mestrado, visa preferencialmente contribuir para que esse tipo de situação não aconteça no âmbito da biblioteca do Memorial, preservando a memória da instituição e da região que é tão importante a nível nacional e internacional.

Palavras-chave:

Jornalismo Impresso; O Rebate; Juazeiro do Norte; Biblioteca; Memória

Orientador (a):

Paulo Eduardo Silva Lins Cajazeira

Linha de pesquisa:

Produção, comunicação e uso da informação

Data de Defesa:

07/08/2020

Acessar dissertação

1 Comentário em A memória social do jornalismo impresso na biblioteca da Fundação Memorial Padre Cícero por meio de dispositivos móveis

  1. […] Esta aplicação web foi produto da dissertação “A memória social do jornalismo impresso na biblioteca da Fundação Memorial Padre Cícero por meio…“. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *